Conheça a Campanha Dezembro Laranja


Desde 2014 a Sociedade Brasileira de Dermatologia promove a “Campanha Dezembro Laranja” que visa aumentar a conscientização da população para os riscos da exposição desprotegida às radiações solares.

Conforme dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), 33% dos tumores malignos do Brasil correspondem ao câncer de pele e o número de casos novos cresce muito a cada ano, sendo em torno de 180 mil. Vale lembrar que além do câncer de pele, a exposição solar também é responsável por queimaduras, manchas, rugas e ativação de algumas doenças autoimunes.

Dos cânceres de pele não melanoma, os mais comuns são os basocelulares e espinocelulares. Eles têm baixa letalidade, estão intimamente relacionados à exposição solar e possuem alto índice de cura com o tratamento adequado. Podem se manifestar desde nódulos claros ou escuros, feridas que não cicatrizam ou placas descamativas.

Já o melanoma é o câncer de pele de pior prognóstico com alto índice de mortalidade. Apresenta-se, em geral como uma “pinta” ou “sinal” que está crescendo, sangrando ou mudando de cor. Atualmente seu tratamento obteve bastante avanço e sua detecção precoce é fundamental para a cura.

Desta maneira percebemos que a apresentação dos cânceres de pele é muito variada em sua forma e distribuição corporal, podendo às vezes localizar-se em áreas de dificil visualização. Portanto, devemos estar sempre atentos às pintas de nosso corpo e em caso de qualquer nova lesão procurar atendimento médico, sendo a consulta anual o ideal para detecção precoce destes tumores. O Dermatologista é o médico especializado e capacitado para esta avaliação e posterior seguimento.

Então, fique atento:

- Evite se expor ao sol entre às 10 horas da manhã e às 16 horas da tarde.

- Utilize protetor solar nas áreas expostas, mínimo FPS30 e PPD>8.

- Aplique o produto 15 minutos antes da exposição e reaplique a cada 3 horas ou a cada 2 horas em casos de muita transpiração.

- Não se esqueça do couro cabeludo (calvos), orelhas, pálpebra inferior, lábios e mãos.

- Além do filtro utilize bonés, chapéus, óculos escuros, roupas de mangas compridas, sombrinhas, guarda sol...

E lembre-se: “Exponha-se mas não se queime”

Dra. Erika Araújo Fernandes Debs

Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia

CRM 112.580

Berçário Virtual
Posts em Destaque
Climed Saude

(11) 4414-5000

Rua da Bahia 342 - Recreio Estoril - Atibaia/SP