Março Azul Marinho - Entenda mais sobre Câncer Colorretal.


O câncer colorretal, abrange os tumores que se iniciam na parte do intestino grosso chamada cólon e reto. É uma doença de grande incidência e grande mortalidade podendo ser evitado com a prevenção. Em 2012 foram diagnosticados 1,4 milhões de casos e registradas 693.000 mortes no mundo. É o terceiro câncer mais comum em homens e o segundo em mulheres. No Brasil e nos Estados Unidos, é a segunda causa mais frequente de morte por câncer. Em 2016, no Brasil tivemos 34280 novos casos.


Sabe-se que o câncer colorretal é multifatorial e os principais fatores relacionados são: idade igual ou superior a 50 anos, excesso de peso, uma dieta rica em gorduras, consumo excessivo de carne vermelha, carnes processadas, bebida alcoólica, fumo, doença inflamatória intestinal e hereditariedade.


O câncer colorretal (CCR) é silencioso, com sintomas em uma fase já mais avançada, sendo os mais comuns : diarreia, sangramento, dores abdominais, alteração do hábito intestinal e anemia. O diagnóstico precoce tem influência direta na taxa de sobrevida. A formação de lesão cancerígena no cólon, já é bem conhecida e pode se dar de 2 formas:

1 - Um pólipo, o qual se transforma em câncer 2 - Uma lesão, a qual já é inicialmente câncer ( lesões planas )


O diagnostico precoce e a ressecção são as melhores formas de prevenção. A detecção se da através de uma colonoscopia feita por um profissional especializado, em local seguro, preferencialmente em hospital e quando encontradas lesões, devem ser estudadas e se possível retiradas.


A colonoscopia faz parte do exame de rastreamento do câncer colorretal, sendo indicado a partir dos 50 anos. A American Cancer Society, reduziu a idade para 45 anos, devido ao aumento na incidência nos mais jovens, portanto adultos com idade maior de 45 anos , com boa saúde, com uma expectativa de vida de mais de 10 anos, devem realizar a triagem de CCR até os 75 anos de idade. Médicos devem individualizar as decisões de triagem de CCR para indivíduos com idade entre 76 e 85 anos com base nas preferências do paciente, expectativa de vida, estado de saúde e histórico de triagem anterior. Os clínicos sugerem que em indivíduos com mais de 85 anos não se deve continuar com a triagem .


O exame consiste em um bom preparo, para que o intestino fique limpo, a fim de uma visualização adequada do órgão. O paciente recebe uma sedação endovenosa, deitado em uma maca, fazendo com que durma e consequente introdução do colonoscópio pelo ânus até o íleo terminal. Nós da UED (Unidade de Endoscopia Digestiva) e Albert Sabin Hospital e Maternidade contamos com aparelhos de alta definição, com recursos modernos de diagnóstico, bisturi elétrico específico para uso em endoscopia e colonoscopia para ressecção de lesões. Temos muita experiência e treinamento para detecção e tratamento.


Dr Alexandre Tellian CRM 81866 Membro Titular da Sobed ESP- 40740 Médico Assistente do Hospital das Clínicas da FMUSP. Fellowship of National Cancer Center Hospital in Tokyo, in Gastrointestinal Endoscopy .

Berçário Virtual
Posts em Destaque
Climed Saude

(11) 4414-5000

Rua da Bahia 342 - Recreio Estoril - Atibaia/SP