Dia Nacional de Combate ao Fumo! - Tabagismo e Câncer.


Tabagismo e Câncer

O tabagismo é responsável pelo desenvolvimento de aproximadamente 50 doenças, incluindo o câncer. A OMS estima que 4,9 milhões de pessoas morrem todos os anos em decorrência do cigarro, que contém 4720 substâncias tóxicas, das quais em torno de 70 são cancerígenas, sendo a a nicotina a mais nociva, que atua na carcinogênese.

A forma mais comum de usar o tabaco é através do cigarro, que mata metade de seus usuários. Existem também charuto, cachimbo, rapé, narguilé e cigarro eletrônico. Os dois primeiros aumentam o risco de desenvolver câncer de boca, faringe, laringe e esôfago.

A estimativa de 2019(INCA) mostra uma incidência de 600 mil casos novos de câncer e mais de 80% estão relacionados ao uso do tabaco. Entre eles 90% dos casos de câncer de pulmão (os 10% restantes, 1/3 é de fumantes passivos) e 30% das mortes decorrentes de outros tipos de câncer (boca, laringe, faringe, esôfago, estômago, pâncreas, fígado, rim, bexiga, colo de útero e leucemia).

O tabagismo é considerado uma doença pediátrica pois 80% dos fumantes começam a fumar antes dos 18 anos. No Brasil, 20% dos fumantes começaram a fumar antes dos 15 anos.

Não existe nenhum nível seguro de exposição ao tabagismo e mesmo quem se expõe passivamente corre o risco de desenvolver diversas doenças, especialmente respiratórias e cardiovasculares, além de câncer. Quem fuma também pode comprometer a saúde das pessoas de seu convívio, por isso é um problema de saúde pública e deve ser tratado de modo generalizado através de suporte famacológico, psíquico, físico e emocional.

Fonte: INCA e Oncoguia.

Dra Simone Felitti

Oncologista Clínica

Berçário Virtual
Posts em Destaque